Após reunião realizada na sexta-feira (13/3) com o Grupo de Trabalho da UFRJ sobre o novo coronavírus, a Reitoria determinou:

1)    A suspensão das aulas nos níveis da educação básica, graduação e pós-graduação, em todos os campi da UFRJ, por 15 dias, a partir da segunda-feira (16/3), sujeita à reavaliação ao final do período.

2)    A manutenção do funcionamento normal das unidades hospitalares.

3)    A continuidade de todas as atividades administrativas das unidades acadêmicas, conforme decisão das chefias imediatas.

A decisão foi tomada após análise da evolução e do agravamento da pandemia da COVID-19 no Rio de Janeiro. Assim sendo, a Reitoria recomenda:

1)    A permanência dos discentes em seus domicílios, mantendo distanciamento social, o que implica evitar aglomerações de qualquer natureza.

2)    Sempre que possível, a manutenção remota das atividades acadêmicas iniciadas (em breve, serão dadas instruções sobre uso de aplicativos com essa finalidade).

3)    A continuidade de bancas de monografia, dissertação e tese, que devem ocorrer, sempre que possível, de maneira remota.

4)    A manutenção do atendimento às diretrizes de contingência da COVID-19 anteriormente emitidas.

Em relação à manutenção das atividades administrativas, é preciso ressaltar o cuidado com servidores que apresentem sintomas de gripe ou resfriado. Neste caso, eles devem entrar na quarentena produtiva (14 dias). A Reitoria ressalta que, neste momento, é importante diminuir o número de pessoas que trabalham no mesmo ambiente. 

 

Atualizado às 9h03 de 16/3/2020

Neste domingo (15/3), a Reitoria da UFRJ fez recomendações complementares sobre a pandemia da COVID-19.

Leia na íntegra:

A) Gerais – Manter apenas as atividades consideradas essenciais.

  • Sugerir revezamento e trabalho remoto domiciliar de servidores da UFRJ, servidores terceirizados e estudantes que utilizem transporte público para chegar ao ambiente de trabalho, conforme planejamento nos diversos setores;
  • Autorizar o trabalho remoto domiciliar de todas as pessoas vulneráveis (idosos a partir de 60 anos, cardiopatas, pneumopatas, nefropatas, diabéticos, oncológicos e imunossuprimidos em geral) e aqueles com filhos pequenos (crianças até 10 anos de idade).

Os servidores, terceirizados e estudantes liberados devem ser orientados a permanecer no domicilio a maior parte do tempo, por precaução.

B) Com relação à continuidade das atividades administrativas na Administração Central e demais instâncias acadêmicas, os dirigentes devem:

  • Garantir que, no ambiente de trabalho, as pessoas mantenham o mínimo de 1,5m de distanciamento (braços abertos) umas das outras, sendo necessário, portanto, revezamento (diário ou por turnos).
  • Locais de atendimento ao público (servidores, pensionistas, perícias, estudantes para matrícula, entre outros) devem receber uma pessoa por vez, com no máximo um acompanhante; álcool em gel deve ser disponibilizado. 

Essas atividades poderão ser revistas a qualquer momento, conforme orientação do Grupo de Trabalho da UFRJ sobre o Novo Coronavírus ou determinação da esfera governamental estadual ou federal.

C) Os atendimentos nas unidades de saúde permanecem inalterados. Em breve, definiremos melhor o funcionamento dos hospitais e de novos locais de atendimento do nosso corpo social para triagem da COVID-19 e lançaremos um programa de voluntariado para enfrentar a crise de atendimento em saúde.

D) Museus e Casa da Ciência permanecerão fechados para atendimento ao público.

E) O funcionamento das bibliotecas está temporariamente suspenso até que o SiBI delibere normas específicas, devendo seguir, no mínimo, as instruções aqui citadas, se optar pela abertura. Sugerimos adiamento da entrega de livros e horário de atendimento reduzido e que aguardem diretrizes.

F) Laboratórios de pesquisa:

  • Em relação às atividades de pesquisa, os laboratórios devem identificar as atividades essenciais e o que pode ser reduzido/suspenso. Idealmente, experimentos de longo prazo não devem ser iniciados nesse momento. O foco deve ser nas atividades que não podem ser interrompidas, como abastecimento de nitrogênio líquido e biotérios. Somente os próprios laboratórios serão capazes de identificar o que é essencial e não passível de interrupção.

G) As bancas de monografias, teses e dissertações devem ser adiadas ou ocorrer de forma remota, conforme diretrizes a serem publicadas em breve pela Pró-Reitoria de Graduação (PR-1) e pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PR-2).

H) Todos os concursos públicos para servidores efetivos e professores substitutos devem ser adiados.

I) Funcionamento normal dos restaurantes universitários nas unidades Restaurante Universitário (RU) Central e Centro de Tecnologia, até novas diretrizes.

Importante:

Em relação à manutenção das atividades essenciais, administrativas, assistenciais e de pesquisa, é preciso salientar o cuidado com servidores da UFRJ, terceirizados e discentes que apresentem sintomas de gripe ou resfriado. Nesse caso, TODOS devem entrar em quarentena produtiva (14 dias) e procurar atendimento médico caso ocorra agravamento do quadro respiratório.

A Reitoria da UFRJ está se reunindo com as empresas terceirizadas para que essas medidas de contingência sejam seguidas.

Como orientações adicionais, sugerimos que:

1. Acompanhem e sigam as recomendações gerais do Ministério da Saúde.

2. Acompanhem e sigam as recomendações específicas do Grupo de Trabalho da UFRJ sobre o Novo Coronavírus.

3. Não confiem em informações ou conselhos veiculados pelas redes sociais sem confirmação por entidades ou fontes oficiais.

A Reitoria da UFRJ recomenda, ainda, a manutenção das demais diretrizes de contingência da COVID-19, amplamente divulgadas no site www.coronavirus.ufrj.br.

O Grupo de Trabalho tem emitido instruções técnicas relevantes sobre as ações relacionadas à pandemia e, sempre que necessário, emitirá novas orientações.

Devemos confiar nas decisões que visam ao bem comum, respeitando-as. Todas as ações devem ser articuladas, programadas e voltadas a minimizar a propagação da doença. Essa pandemia não é razão para pânico, mas um momento de tomar as medidas de prevenção necessárias, com disciplina e tranquilidade.

Estamos trabalhando em articulação com o poder público e as empresas terceirizadas. Devemos, TODOS, estar conscientes de que as instruções mais específicas chegarão em breve. Nossa universidade é diversa.

Ações para evitar pânico ou algum tipo de injustiça estarão em nossas instruções normativas, que não são definitivas neste momento de crise.

 

15/3/2020

Reitoria da UFRJ

 

UFRJ Campus Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ