alt

 

A Enfermagem como profissão está a serviço do bem-estar humano comprometida com a sociedade, com a melhoria do nível de saúde da população, evidenciando condutas coerentes com o princípio universal, integral e equânime do sistema de saúde e suas implicações dentre os aspectos para promover e executar adequada assistência profissional.

A formação do profissional de enfermagem exige que se atribua a devida importância à saúde e ao bem-estar dos indivíduos e coletividades e requer o desenvolvimento de competências e habilidades ao profissional enfermeiro na sociedade brasileira.

O Projeto Político Pedagógico do curso foi elaborado pela Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ, unidade parceira na organização e implantação da estrutura curricular no curso de Enfermagem da UFRJ-Macaé. Um trabalho coletivo definiu elementos de integração vertical – fios condutores para uma organização sequencial e de integração horizontal – núcleos de interdisciplinaridade, articulados num esquema conceitual e metodológico, denominados de etapas curriculares.

A abordagem às situações de ensino e aprendizagem é baseada na aquisição e na aplicação de princípios científicos, como fundamento lógico para as ações de enfermagem, e enfatiza o desenvolvimento do processo de enfermagem que envolve cuidados a indivíduos, a famílias e outros grupos da comunidade. E, não apenas aprendizado voltado para os procedimentos técnicos inerentes a profissão. As atividades curriculares são suficientemente flexíveis para dar a cada um a oportunidade adequada ao alcance de competências desejadas. Assim, é imprescindível que o estudante seja percebido como pessoa que têm direitos e necessidades próprias, tal como ele deve se perceber e vir a perceber os pacientes e demais membros da equipe de saúde.

Temos por base uma orientação interdisciplinar nas disciplinas desde o ciclo básico das ciências da saúde ao tronco profissional do curso no campus UFRJ-Macaé. Objetiva-se com essa orientação, promover a integração dos docentes e discentes com vistas à criação do senso de pertencimento à equipe de saúde. Como também, desenvolver o núcleo de competências comuns concernentes à área da saúde, constantes das Diretrizes dos Cursos de Graduação de: Enfermagem, Medicina, Nutrição e Farmácia. Bem como a valorização do trabalho intersetorial com os demais cursos existentes no campus.

 

Descrição das dimensões de competências e habilidades a serem desenvolvidas pelos estudantes:

 

. Evidenciar condutas coerentes com o princípio de que o direito que toda pessoa tem à saúde implica no direito de receber adequada assistência de enfermagem.

. Avaliar a inter-relação dos fatores físicos, psíquicos, sociais e ambientais na saúde individual e coletiva.

. Manifestar atitudes que revelem a convicção de que como membro da equipe de saúde, o enfermeiro é responsável pela melhoria do nível de saúde da população.

. Desenvolver o processo de enfermagem nas situações que envolvem ajuda a indivíduos, famílias, outros grupos da comunidade.

. Tomar decisões com base na utilização do método de resolução de problemas.

. Ter responsabilidade e organização para gerir o tempo de forma eficaz na execução e manutenção de procedimentos de enfermagem de acordo com a ética e os princípios do exercício profissional.

. Assumir atitude responsável aos fins e aos valores da Escola, da Universidade e das Associações de Classe.

. Participar e compor as equipes de saúde local, regional e nacional de saúde.

. Estabelecer relações interpessoais adequadas de acordo com os ambientes de ensino e serviço.

 

Atualizado em 2020.

 

 

UFRJ Campus Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ