O Campus da UFRJ – Macaé Prof. Aloisio Teixeira é um dos principais polos de irradiação de saber, de pensamento e de difusão do conhecimento científico da Região dos Lagos e Norte Fluminense. Portanto, no momento que o Brasil enfrenta uma das piores crises sanitárias da nossa história, não iremos nos eximir de cumprir com o nosso papel no combate à pandemia do novo coronavírus.

Em relação à pandemia da Covid-19, nosso pensamento e nossas linhas de ação estão de acordo com o “Plano de Contingência para enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) no âmbito da Universidade Federal do Rio de Janeiro” (https://coronavirus.ufrj.br/wp-content/uploads/sites/5/2020/04/Plano-de-Continge%CC%82ncia1.pdf) publicado pela UFRJ. Nos baseamos também nas diversas Notas Técnicas até aqui divulgadas pelo Grupo de Trabalho (GT) criado pela Reitoria da UFRJ. Dentre as diversas recomendações, salientamos as seguintes:

  • acompanhe e siga as recomendações gerais do Ministério da Saúde;
  • acompanhe e siga as recomendações específicas do Grupo de Trabalho sobre COVID-19 da UFRJ;
  • não confie em informações ou conselhos veiculados pelas redes sociais sem confirmação por entidades ou fontes oficiais.

Ademais, baseado na importância da atuação da UFRJ – Campus Macaé na região, foi criado o Grupo de Trabalho Multidisciplinar para Enfrentamento da COVID-19 - UFRJ-Macaé (https://www.macae.ufrj.br/), que engloba diversas ações voltadas ao enfrentamento da pandemia.

O Conselho Deliberativo do Campus da UFRJ – Macaé Prof. Aloisio Teixeira acredita que apenas as recomendações com base científica podem ser capazes de evitar o colapso do Sistema de Saúde público e privado.

A politização partidária do combate à pandemia do novo coronavírus, sob o nosso ponto de vista, é um equívoco a ser evitado. Recomendamos que façamos o debate em torno do isolamento social com base em produções científicas. O isolamento social deve ser analisado em todos os seus aspectos e em todas as consequências por ele geradas. Precisamos aconselhar a população sob o aspecto psíquico, alimentar, da manutenção da forma, da higiene, etc. Esse aconselhamento deve ser feito ouvindo as observações de cada um dos cientistas dessas áreas.

É nosso papel alimentarmos as autoridades municipais, estaduais e federais com informações coletivas balizadas em nossos conhecimentos científicos individuais, acumulados durante nossos anos de experiência. Nesse momento, portanto, todas as áreas do saber devem contribuir de maneira a construir um saber coletivo, como sempre foi praxe na academia.

Temos certeza que sofreremos muito com a queda da economia brasileira e mundial. A fome da nossa população e o aumento da desigualdade social devem fazer parte de nossos debates científicos. Não podemos achar que a dicotomia economia x saúde seja algo a ser levado à frente. É inadmissível debatermos a prioridade entre esses dois temas. Salvar vidas deve ser sempre a nossa prioridade.

Nossa meta deve ser, agora e sempre, salvar vidas sejam daqueles acometidos pela Covid-19 ou pela fome e só conseguiremos atingir esse objetivo com base na pesquisa científica no âmbito de todas as áreas: Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Agrárias e Linguística, Letras e Artes.

O Campus da UFRJ – Macaé Prof. Aloisio Teixeira está tentando contribuir com a sociedade macaense e da região da melhor maneira possível, através de seu conhecimento técnico e científico. Temos desenvolvido várias ações, dentre as quais destacamos:

  1. . Organização, planejamento e elaboração de ferramentas e procedimentos para o monitoramento e cuidado de casos suspeitos;
  2. . Capacitação dos profissionais de saúde;
  3. . Apoio institucional e Educação Permanente para as equipes que atuam no enfrentamento da pandemia;
  4. . Análise epidemiológica dos municípios;
  5. . Elaboração de materiais técnico-informativos sobre a Covid-19 destinados à população e aos profissionais da saúde;
  6. . Elaboração de boletins epidemiológicos;
  7. . Apoio na organização e planejamento de ações integradas e intersetoriais no enfrentamento da pandemia;
  8. . Apoio a saúde mental dos que atuam no enfrentamento do coronavírus;
  9. . Apoio às experiências intersetoriais de enfrentamento da pandemia.
  10. . Elaboração de material técnico de divulgação sobre medidas de combate à situações de insegurança alimentar e nutricional;
  11. . Desenvolvimento de materiais educativos e de divulgação científica voltados à prevenção e controle da epidemia;
  12. . Acompanhamento e apoio técnico à comitês locais de enfrentamento das situações de insegurança alimentar e nutricional;
  13. . Produção de álcool em gel e máscaras para distribuição aos hospitais públicos;
  14. . Uso de ferramentas computacionais na busca por fármacos para o combate à Covid-19
  15. . Articulação para o uso dos equipamentos disponíveis no Campus para a realização de exames de PCR para a detecção do novo coronavírus.

Nós, do corpo social do Campus da UFRJ – Macaé Prof. Aloisio Teixeira, repudiamos qualquer tipo de debate oportunista em torno da Covid-19. Acreditamos que a Ciência é a base para o combate à epidemia do novo coronavírus e que a cura da Covid-19 chegará a partir da grande rede de solidariedade científica criada no Mundo.

Macaé, 20 de maio de 2020.

UFRJ Campus Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ