O Coronavírus (SARS-CoV-2) é um vírus muito novo e pouco conhecido pela comunidade científica, assim como as ações assistenciais direcionadas ao cuidado da pessoa com suspeita ou diagnóstico da COVID-19. Fato que tem desafiado os profissionais de saúde que atuam diretamente no cuidado a esses pacientes (BRASIL, 2020). Embora seja uma doença nova, já é possível encontrar na literatura científica evidências que fundamentem o processo de trabalho desses profissionais no âmbito hospitalar, o que favorece a elaboração de um conjunto de ações procedimentais de natureza preventiva e curativa, a fim de evitar e/ou reduzir ao máximo a propagação do vírus nesses ambientes, de forma a contribuir para a segurança de todos os envolvidos nesse contexto (BRASIL, 2020).
Diante disso, a partir da parceria com o Hospital Irmandade de São João Batista, do município de Macaé, foram elaborados por professores do Curso de Enfermagem da UFRJ-Macaé, Protocolos Operacionais Padrão (POP), baseados na literatura científica mais atual sobre a pandemia, com o objetivo de contribuir para uma prática profissional alicerçada em evidências científicas.


Os POP configuram uma importante ferramenta técnica e gerencial para o cuidado e saúde, que permite a sustentação da assistência com base nas melhores
informações científicas, ao mesmo tempo que objetiva uniformizar as ações dos profissionais envolvidos no cuidado, proporcionando melhor embasamento teóricocientífico para as atividades práticas, auxiliando-os, dessa forma, na tomada de decisões (SALES, et al, 2018).
Os protocolos elaborados foram escolhidos de acordo e a partir das demandas sinalizadas pelo próprio Hospital, correlacionadas prontamente com a literatura
disponível. Foram elaborados 07 protocolos e estão em elaboração mais 07, totalizando a produção de 14 protocolos até o momento.
Alguns desses protocolos estão direcionados para procedimentos técnicos envolvendo o paciente crítico, uma vez que 5% dos casos confirmados da doença,
apresentam gravidade e necessitam de cuidados intensivos (ZHOU, et al, 2020). E todos estão direcionados para o cuidado do paciente com suspeita ou diagnóstico da COVID-19.

São eles:
• Oxigenoterapia;
• Aspiração de vias aéreas;
• Ventilação não-invasiva;
• Intubação orotraqueal;
• Posição prona para o paciente com Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA);
• Ressuscitação Cardiopulmonar do paciente com COVID-19;
• Ressuscitação Cardiopulmonar do paciente com COVID-19 em prona.


Em outro âmbito, estão os protocolos com informações mais gerais, os quais abordam procedimentos que refletem o fluxo de cuidado aos pacientes com suspeita ou confirmação diagnóstica da COVID-19 no hospital, incluindo seu acolhimento e processo de alta, a saber:
• Recepção de pacientes suspeitos ou com confirmação da COVID-19;
• Coleta e encaminhamento de exames laboratoriais;
• Paramentação e desparamentação (para precaução de contato com gotículas e aerossóis);
• Circulação de profissionais na área de isolamento especial;
• Transporte intra-hospitalar do paciente com suspeita ou diagnóstico da COVID-19;
• Recomendações para alta do recém-nascido em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal;
• Recomendações para visita familiar à Unidade de Terapia Intensiva Neonatal;
• Alta do paciente adulto com suspeita ou diagnóstico da COVID-19.


Mais informações sobre os protocolos, o acesso aos mesmos na íntegra e interesse sobre as atividades do grupo, podem ser obtidas através de contato com GT COVID-19 UFRJ MACAÉ, pelo e-mail abaixo:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. Ruth de Souza


Professores responsáveis pela elaboração dos protocolos:
Profa. Msc. Glaucia Vieira
Profa. Dra. Graziele Bitencourt
Prof. Dr. Ítalo Silva
Prof. Dr. Iuri Bastos
Profa. Msc. Lúcia Helena
Profa. Msc. Ruth de Souza
Prof. Dr. Thiago Privado
Prof. Dr. Tiago Souza

Foto: Athur Moês CoordCom - UFRJ
Referências
BRASIL. ANVISA. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Nota técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020, de 31 de março de 2020 Disponível em:<
http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+T%C3%A9cnica+n+04-
2020+GVIMS-GGTES
SALES, C. B., BERNARDES, A., GABRIEL, C.S., BRITO, M.F. P., MOURA, A. A., & ZANETTI, A. C. B. (2018). Protocolos Operacionais Padrão na prática profissional da enfermagem:utilização, fragilidades e potencialidades. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(1),126-134.
ZHOU et al. Clinical course and risk factors for mortality of adult inpatients with COVID-19 in Wuhan, China: a retrospective cohort study. Lancet. 2020; 395(10229):1054-1062. Disponível em: doi: 10.1016/S0140-6736(20)30566-3.

UFRJ Campus Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ