Doação de álcool 70%, impressão de máscaras de proteção e diagnóstico molecular do novo coronavírus são algumas das iniciativas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que estão sendo realizadas no campus de Macaé. As ações, propostas pela Secretaria de Ciência e Tecnologia da Prefeitura de Macaé, têm como finalidade contribuir para a redução dos efeitos da pandemia de COVID-19 no município. As atividades tiveram início em 24/3 e contam com a participação de todo o corpo social da Universidade. 

A equipe de ciência e tecnologia do laboratório Inovar dos cursos e engenharia do Campus UFRJ-Macaé, juntamente com alunos da UFF e do IFF do município, estão realizando a confeccção de máscaras do estilo face shield para serem utilizadas pelos profissionais de saúde da cidade que estão atuando na linha de frente do combate à pandemia. Ao todo, cerca de 3 mil máscaras já foram entregues.

A doação de álcool 70% destina-se a asilos e casas de repouso da região. Já as máscaras de proteção facial serão utilizadas pelos servidores da área de saúde. Elas são produzidas em uma impressora 3D do Laboratório de Robótica do Polo Universitário de Macaé. O diagnóstico molecular do vírus via PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) está sendo realizado em parceria com o Laboratório de Virologia Molecular do Instituto de Biologia.

Fontes: Tatiana Lima - saúde/UFRJ

CRIOS/Macaé

UFRJ Campus Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ